Saneago: mais um órgão estadual que devido má administração e falta de investimentos causa transtorno à população

Enorme buraco feito pela Saneago na Rua 10 causa transtorno aos jaraguenses. Vivemos uma era de caos, nem mesmo o período da seca chegou e a população toda reclama da falta de água. Até os alunos do cursinho pré-vestibular e as escolas uma vez ou outra têm de dispensar alunos mais cedo por escassez da velha e boa H2O.  Claro que isso não é só em Jaraguá, não é algo só em nossa cidade; está acontecendo no estado todo. Buracos enormes, crateras sinistras. Falta de água. Esgotos a céu aberto. Cobranças abusivas e indevidas em tarifas.

 

E não é só isso; canos velhos por toda a rede de distribuição da cidade, estouram quase toda semana, como aconteceu na Rua 10. Além do transtorno indesejável que causa aos pedestres, ciclistas e aos circulam de carro, ainda tem o fato de arrebentar com os asfaltos e deixarem as imensas crateras a céu aberto esperando por peças que segundo justificativas muito singelas têm de ser trazidas só após uns três ou quatro dias.

Some a tudo isso questões como cobrança abusiva de tarifas conforme divulgado por um blog local chamado folha de jaraguá cujo trecho da matéria dizia:

“Tarifa do esgoto.

Há vários casos de aumento na conta de água de moradores de Jaraguá, em função da instalação da coleta do esgoto, que praticamente inviabiliza o pagamento da conta. Neste sentindo, Fernando Antônio, fez uma pontuação em relação à matéria daFolha de Jaraguá, que segundo ele não chega a 500% de aumento, mas a 100%.

“Eu gostaria de deixar bem claro que esse aumento em relação à tarifa residencial é 93,11% em cima do valor consumido. E quando o consumo é comercial ou industrial ele é de 100%. Se a pessoa gastar 30 reais de água, pagará 30 reais de esgoto, então esse valor de 500% não procede, porque é uma tarifa universal para o Estado de Goiás e essa tarifa é fixa, respaldada por lei federal que autoriza esta cobrança” esclareceu

Exceção (?) – Ramoele Duarte reconheceu que há casos isolados de cobrança abusiva. “Parece que há um caso especifico de uma senhora. O que pode ter ocorrido? Pode ter acontecido um uso fora do normal, ou vazamento ou uma torneira aberta, ou alguma coisa irregular. Ela pode trazer a tarifa dela nos nossos escritórios (Saneago) para fazer um estudo em cima da conta dela. Existe uma série de procedimentos para rever esta questão, ela pode procurar a Meire e conversar pessoalmente, que com certeza ela vai resolver o problema desta senhora” afirmou.”

Segundo um estudo realizado pela PUC Goiás; um “relatório de desenvolvimento humano da ONU, em 2006, algumas cidades chegaram a desperdiçar 80% de água porque as companhias desrespeitaram as normas técnicas, como a manutenção das redes.” “Em Goiás, a Saneago perde cerca de 9,8 milhões de litros de água por dia”. De que adianta campanhas para o cidadão economizar água, se a empresa que devia fazer sua parte desperdiça todo dia. Isso é o que eu chamo de hipocrisia. O pior que o preço elevado é para tentar compensar esses problemas administrativos.

Lamentável, como que uma empresa que só arrecada, arrecada e arrecada, estar sucateada, estar praticamente falida? Uma empresa que não gasta, pois não há nenhum investimento a mais de 10 anos. Com aconteceu com a CELG o evento inexplicável de sua falência, estamos presenciando o mesmo com a SANEAGO, com o IPASGO e tantos outros órgãos de Goiás. E depois vão dizer que a culpa é do Alcides? Que coisa enh?

 

Cláudio Bertode

S.O.S Voz

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.