PSDB de Marconi Perillo sofre a primeira derrota na CPI de Cachoeira

O PSDB e outros partidos de oposição tinham uma estratégia muito interessante para fazer com que a CPI de Cachoeira acabasse em Pizza; a manobra política era simples, iriam lutar para que a discussão sobre a convocação dos Governadores para depor na CPI fosse feita em bloco, ou seja, seria tudo decidido em uma sessão única. Desta forma, como tem  Marconi Perillo (PSDB_GO), Agnelo Queiroz (PT-DF) e Sérgio Cabral (PMDB-RJ); havia grande chance de que fosse feito um acordo e nenhum desses fosse convocado para depor.

Contrariando a cúpula do próprio PMDB e em especial do PSDB, que lutou com unhas e dentes nos bastidores para tentar convencer que a situação de suspeita e envolvimento de todos os Governadores é a mesma. O presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) afirmou que sua posição é de presidente da CPI e não de integrante do PMDB. Para ele, as situações dos três governadores são completamente diferentes e só se vota em bloco quando as situações são iguais.

“São fatos diferenciados. As provas são diferentes, os posicionamentos são diferentes. Não existe nenhum história de votação em bloco. Quem defende isso, defende politicamente uma posição. São situações jurídicas diferentes de A, B ou C. Como presidente, não discuto a convocação de A, B ou C” – disse Vital do Rêgo.

A oposição ainda quer a votação em bloco, isso traz a esperança de que haja um acerto para que nenhum governador seja convocado. O líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR), disse que quer a votação em bloco e vai propor isso na reunião da CPI.

Cabe a nós, sociedade, não perdermos nenhum fato do desenrolar dessa CPI, temos de ter a esperança e a consciência de  que é nossa obrigação estarmos de olho para evitar que realmente haja uma negociação no sentido de que tudo seja arquivado e façamos de conta de que tudo não passou de um simples mal entendido. Na verdade, realmente cada Governador tem de ser investigado separadamente. Cada um tem fortes indícios de envolvimento com a máfia de Carlos Cachoeira; mas cada estado tem realidade diferente. Não podemos simplesmente fingir que está tudo bem e deixar tudo como está. Temos de obrigar essa CPI ir até o fim com o inquérito e que todos os envolvidos paguem e paguem de forma exemplar, para que no futuro voltemos a confiar em nossos políticos e sintamos orgulho novamente.

Cláudio Bertode

S.O.S Voz

Comentários

  1. Brandão

    Desde o próprio irmão do Marconi Perillo, o Toninho Perillo, sua Chefe de Gabinete Eliane Pinheiro, presidente do Detran Edvaldo Cardoso (o Caolho), vários Deputados aliados e de seu próprio partido, seu aliado Demóstenes Torres, muitos do do 1º escalão como o Procurador do Estado Ronald Bicca, estão entrelaçados, envolvidos até o pescoço com o grupo mafioso de Cachoeira. Ronald Bicca, enquanto era procurador do Estado, ficou morando em uma casa cedida por Cláudio Abréu e posteriormente por Cachoeira. Ele foi para o cargo por indicação do Cachoeira e ficou ali, defendendo interesses do grupo mafioso. O envolvimento do governo do estado com o grupo mafioso do Cachoeira, se deve muito, ao investimento financeiro do grupo nas campanhas do tucano Marconi Perillo. Com isso, Cachoeira ficou tendo direitos no governo e, Bicca é fruto disso.

  2. Emanuelle

    Parabéns ao senador Vital do Rêgo (PMDB-PB). Sua posição é corretíssima. Marconi Perigo deve mesmo ser convocado. De dentro do gabinete de Marconi saiam orientações a Cachoeira através da Chefe de Gabinete Eliane Pinheiro. Além do mais, Marconi ligou várias vezes para o Cachoeira e em uma das vezes em seu aniversário parabenizando-o e marcou um encontro, que, daí poucos dias chegou no Palácio uma caixa com 500 mil que Cachoeira enviou a Marconi. Cachoeira nomeou quantos quis no governo, inclusive na presidência do Detran-Go. O 1º escalão do governo goiano e maioria da bancada governista, estão envolvidos direta ou indiretamente com Cachoeira.

  3. pablo

    kkkkk e nao acredito nessa quada q vc ta falando nao !!! com certeza a minoria dos goianos q pensão assim…votei e acredito na inocência de nosso governador!!

  4. Paulo Garcia

    O Marconi Pirilo deve sim ser investigado, chega de enganação, o povo quer explicação para toda essa sujeira, a máscara caiu Sr Governador , e agora o povo quer justiça.
    Não adianta colocar faixas na cidade dizendo ao povo que vc pagou a dívida do Ipasgo, pois vc deveria era pagar mesmo, é obrigação sua não mérito seu.
    Chega de rolo, FORA MARCONI…

  5. marco antonio

    Se o Marconi e o seu governo for investigado, eu aposto, ele cai e toda a sua corja.

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.