PSDB de Marconi Perillo continua tentando fazer censura

Ontem publicamos aqui sobre as tentativas de amordaçar os meios de comunicação que tentam  levar informação séria no Estado de Goiás. O que eu ainda não sabia é que, essa prática, parece não ser restrita à política imposta por Marconi Perillo; e alguma coisa mais em nível nacional. Ao que parece o PSDB vem tentando fazer dessa atitude vergonhosa, uma técnica de fazer calar qualquer voz que tente desafiar. Voltamos aos métodos sórdidos da Ditadura Militar e nem percebemos. Aliás, saímos da ditadura? Só falta começarem a nos torturar fisicamente, pois psicologicamente está ficando difícil querer lidar com mídia em nossos dias.

Ficamos atordoados quando recebemos a informação de que Sérgio Guerra, presidente do PSDB, pediu, pessoalmente, a demissão de um historiador e de um editor da revista “História”. Essa informação foi repassada pelo jornalista Élio Gaspari. O motivo da demissão teria sido uma resenha publicada no site da revista, sobre o livro-denúncia, Amaury Ribeiro Júnior, que tem por título “A privataria tucana”.

Falando ao Jornal do Brasil, Amaury afirmou que “a demissão mostra bem a verdadeira face do partido de Serra e FHC”. Em seguida, o autor complementa que: “é um absurdo essas atitudes vergonhosas e ultrapassadas. Porque eles não respondem as denúncias do livro? Falaram que me processariam, mas até agora nada disso aconteceu, como diz um velho jurista, ‘Contra fatos não há argumentos’. Pedir a cabeça de jornalista é um golpe contra a liberdade de imprensa, mas infelizmente isso está se tornando uma rotina no país”, desabafa. 

 

A resenha “Privataria Tucana” foi retirada do site da revista “História”, mas  é mantida no blog da  Geração Editorial , responsável pela publicação do livro. Clique aqui e confira

Cláudio Bertode

S.O.S Voz

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.