Professor salva policial: factóide que circula nas redes sociais não passa de uma mentira

Esta foto, compartilhada por mais de 10.000 pessoas somente no facebook, e em inúmeras outras redes sociais. Comovendo o Brasil todo não passa de uma grande farsa. Quem compartilha diz que é  a  foto de um professor salvando uma policial nas manifestações em São Paulo. Mas fiquem sabendo que, primeiro, essa foto é muito antiga. É, na verdade, uma foto tirada por Clayton de Souza, ainda em 2010. O homem, na verdade, é um policial à paisana que estava infiltrado na manifestação de professores. A policial é Erika Cristina Moraes de Souza Canavezi que foi ferida durante a operação.

A Polícia de São Paulo, na época se recusou a divulgar o nome do policial e também não quiseram divulgar o que fazia esse policial disfarçado no meio da assembleia de professores.

Vai permanecer para sempre a dúvida: “O que o policial militar à paisana estava fazendo na manifestação dos professores, que foi reprimida com violência. A PM usou spray pimenta, balas de borracha, gás lacrimogêneo e cassetetes contra os manifestantes”. Essa policial pode ter sido ferida por um manifestante que revidou a violência da polícia ou pode ter sido ferida por fogo amigo. Nunca vamos saber a verdade.

A única verdade, é que o que vemos nessa foto não é um professor solidário salvando uma policial, e sim, um colega policial que estava disfarçado e que socorreu outro policial durante ao ataque aos manifestantes que culminou com muitos feridos, inclusive essa policial que foi atendida no pronto-socorro e sofreu apenas ferimentos leves, segundo a nota da PM: aqui.

Alguns podem querer comprovar se a matéria é realmente de 2010; então podem conferir no site da Globo uma matéria de 27 de março de 2010, inclusive onde podem ver essa mesma foto: aqui.  Pode ser lida também em uma postagem da mesma data 27 de março de 201o: aqui.

Para encerrar o assunto pode ler também no próprio site da polícia militar de São Paulo: aqui

 

Cláudio Bertode

S.O.S Voz

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.