O que sobrou do poeta

Do incrível poeta sobrou tão pouco,

que caberia tua arte toda, e com sobra,

em um preguiçoso haicai…

 

Tão pouca sua voz tão rouca,

que a minguada fúria, hoje é só febre oculta

numa obscura entrelinha na face da lua…

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.