Jaraguá Goiás: Nédio e Lineu; rivalidade em nome das gordas tetas do município

Em Jaraguá Goiás, a poucos meses das eleições municipais; dois grupos que dominam, mandam e desmandam no município desde a fundação e desde a emancipação; dão exemplo do que é um debate vazio e fútil. Mostram, claramente, o que é um debate que faz com que de uma forma ou de outra a comunidade saia perdendo. Temos dois exemplos bem claros do que é administrar em desfavor da populaçao. Graças a essa queda de braço estranha, para ver qual desses grupos vai ostentar o glamur de cuidar das ricas verbas municipais e governar para os amigos; a cidade, que é geograficamente bem posicionada, que possui um arranjo produtivo invejável; sofre as consequências. Esses grupos governam usando o princípio da perseguição aos que não apoiam suas insanas iniciativas.

O primeiro grupinho, ou também, pode ser chamado carinhosamente de “panelinha” do Nédio; são muito bons em dizer que fizeram UEG, e assasfaltaram Jaraguá inteirinha, e trouxeram isso e mais aquilo; de longe parecem perus com seus papos enormes expostos para a comunidade. Mas ficam caladinhos quando alguém pergunta pelo lago maravilhoso que começaram na Vila Isaura, gastaram milhões e sairam da prefeitura deixando apenas um enorme buraco.

O dinheiro, esse ninguém sabe nem saberá para onde foi. Trouxeram como dizem uma UEG, a qual vive de esmolas, cobrando por seus cursos como se fosse uma faculdade particular. Uma faculdade que oferece apenas Pedagogia e Ciências Contábeis; os nedistas são tão ignorantes que não sabem que o curso de pedagogia foi tão desvalorizado pelo Governo Marconi que muitos estão voltando para os bancos das faculdades em outras cidades, uma vez que as PARCELADAS abarrotaram de pedagogos as escolas. Outro problema é que a UEG agora vive a míngua e a vias de ser fechada, uma vez que o governo deixou bem claro que não se preocupa nem com o Ensino Básico no estado, quem dirá que iria se preocupar com Ensino Superior. Quando falam de assasfaltos, não tocam no assunto do asfalto da Vila Natalina.

A maior vergonha para nossa cidade, verbas que foram gastas e muito mal gastas, por sinal, para a população agora pagar o pato. Praças que foram construídas nas Vivendas, mas que ficavam apenas no papel, pois lá havia apenas um campinho de terra onde as crianças brincavam. Outro feito maravilhoso de Nédio e sua trupe foi a municipalização do Hospital Regional, um hospital que era referência para o Vale do São Patrício, agora é um dos piores hospitais de Goiás. Mas desses filhos feios ninguém quer ser pai, engraçado. Até com o cheque moradia a turminha de Nédio fez feiura, até contador rico da cidade recebeu lotes, que eram destinados a pessoas carentes. E essa patotinha gasta toda sua energia e força política em vigiar e atrapalhar qualquer iniciativa empreendedora que alguém tiver. Não interessa se a população iria se beneficiar de alguma obra; se é uma obra que vai dar nome a algum adversário, a regra parece ser simples, atrapalhar, fazer fracassar para criticar depois. E a população sai perdendo, claro.

E não investiram um tostão em lazer, milhares de jovens que não tem onde se divertir.

O Segundo grupinho, pode ser chamado de turminha do Lineu; assim como o outro grupo são muito bons em criticar. Muito bons mesmo. Criticavam os postos de saúde mal administrados por Nédio; e vamos concordar, eram críticas muito racionais, mas depois que estão no poder não mudou nada. Temos, do mesmo jeito, postos que não funcionam. Não temos pediátras no município. Uma pessoa que procura um posto de saúde, tem de matar no mínimo três dias de trabalho e isso é ruim para as empresas. É ruim para a pessoa que está doente ou tem um filho doente.  Os funcionários são mal treinados para atender a comunidade e estão sempre de cara fechada, não têm paciência nem bom senso e acabam humilhando as pessoas que vão com muita fé e boa vontade procurar uma ajuda nos postos de saúde.

Milhares de projetos são começados, mas nunca acabam. O mesmo lago que a trupe no Nédio gastou milhões e não saiu da escavação de um buraco; a turminha do Lineu, gastou outros tantos milhões e continua o mesmo buraco cheio de mato e lama fétida. Passarelas da moda que beberam milhões e milhões e até agora a população nem sabe para que isso vai servir. Criação de superintendências para acolher amigos e gastar mais dinheiro, no entanto o serviço oferecido à população continua precário da mesma forma. Áreas públicas que são fechadas como condomínio e fazem a população que circula pelo bairro passar constrangimento, uma vez que de uma maneira criminosa temos até uma guarita para reter documentos de pessoas que forem ali visitar um amigo, etc.

Tem ainda a questão na educação municipal em que Lineu quer pagar 6% de reajuste para os professores, sendo que  o índice da lei do piso é de 22%. E, ainda, pagando salário proporcional, sem levar em conta aula atividade, etc. Ou seja, consegue descaradamente burlar a mesma lei do piso que levou professores do Estado a ficarem 51 dias de greve. E se o adversário começar um projeto; a regra é a mesma da trupe de Nédio, atrapalhar, fazer fracassar e criticar depois. Não importa o que a população iria ganhar com isso. E não foi investido um tostão em lazer. Uma cidade em que gira tanto dinheiro, mas que não tem uma gota de lazer para os jovens, etc.

Esses dois grupinhos já iniciaram os debates políticos no município. Nedistas já criaram até grupo nas redes sociais para criticar a turminha de Lineu; o PSDB que tem telhado de vidro, publicou até revistinha atribuindo a Lineu todos os problemas do nosso município, até o asfalto da Vila Natalina que todos que têm memória sabem quem de fato “asfaltou” aquele bairro. Todos sabem quem primeiro gastou milhões no lago da Vila Isaura, sem nem ter criado um projeto. E cadê o dinheiro que foi gasto? Mas esses dois grupos tentam polarizar a discussão criando uma falácia.

Ficam fingido que a disputa é saber quem é o melhor administrador: Nédio ou Lineu. Nédio que teve até mandato de Deputado perdido por ser ficha suja. Lineu que é muito bom com promessas, mas tem memória muito curta na hora de cumpri-las. E muitas e muitas obras começadas, mas coisas muito muito elitistas.

Só para concluir; esses dois grupos podem ser vistos como o que de pior já surgiu em nossa cidade. Uma coisa é certa, tanto um grupo quanto o outro fizeram com que nossa cidade seja essa cidade rica, mas que perdeu muito nesses duzentos e tantos anos. Perdemos a Regional da Secretaria de Educação Estadual, perdemos um hospital que era referência para o resto do estado. Perdemos a possibilidade de novas empresas virem para o município. E quando vieram já vieram falidas, como a Goiamido e outras.

E brigam esses dois grupinhos feito crianças, brigam nas rádios, que infelizmente também fazem parte de um ou de outra dessas trupes. E brigam nos bloguizinhos on line que existem aos montes na cidade. E brigam nas redes sociais, e brigam nos eventos, e brigam nas ruas, e brigam e brigam.

A população acaba sendo inserida nessa disputa que ninguém sabe de fato como começou ou como vai terminar. A população briga junto sem nem parar para pensar que nenhuma dessas hordas estão trabalhando pela comunidade em geral. O que sabemos é que a cada dia fica mais claro que a cidade merece muito mais que isso. Ainda bem que os jovens estão cada vez mais conscientes de que é preciso acabarmos com essa disputa, e termos políticos que briguem, sim, mas que seja para trazer desenvolvimento para nossa Jaraguá e não uma briga apanas para ver qual grupo de amigos vai mandar, e que gasta todas as energias para atrapalhar qualquer boa iniciativa que o adversário teve. Parece que em apenas um ponto essas duas panelinhas concordam; o de que “nunca vão juntar forças para construir uma cidade melhor”.

Cláudio Bertode

S.O.S Voz

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.