A incrível britânica com tatuagem de pênis no ombro

Quem quiser que julgue, mas quem nunca ficou bêbado e mandou os amigos tatuar um pênis em suas costas? HueHueHueHueHue

Conforme poderia dizer a máxima sabedoria dos antigos: ” ** de bêbado não tem dono“. A britânica, Holly Aston não acreditou nessa sabedoria popular. E acabou virando notícia na internet, e rendeu muitos memes nas redes sociais, por revelar uma tatuagem meio que constrangedora de um pênis no ombro.
Essa tatuagem foi feita há quase quatro anos por alguns mui amigos durante uma festa. Além do desenho, a jovem, hoje com 21 anos, agora ostenta a palavra “dick”, que pode ser traduzida livremente por Pênis, escrita no quadril.
Segundo informações do The Mirror, Holly Aston, que é residente na cidade de Birmingham, as tatuagens foram feitas em uma festa, quando estava bêbada. Ela teria permitido que os amigos fizessem “o que quisessem em seu corpo”. Ela tinha 17 anos e havia comprado, através da internet por cerca de R$ 200, os instrumentos necessários para tatuar.

Em entrevista, ela desabafa:

“Foi tão fácil comprar uma arma de tatuagem. Você consegue as agulhas, tudo para operar o instrumento por cerca de R$ 200. Não havia nenhuma instrução de como esterilizar. Somos sortudos por não ter contraído nenhuma infecção, pois nos tatuamos em uma festa, tínhamos bebido. Foi algo estúpido”. Claro que ela nem precisava dizer nada.

Depois de anos escondendo o desenho constrangedor de seus pais e família, a jovem procurou ajuda de um programa de TV que mostra casos de intervenções no corpo estranhos, pois não tinha dinheiro para remover o desenho. Aston deseja ir para a faculdade e diz querer ser levada a sério, sem ter um pênis tatuado em seu ombro.
“Estou na quinta sessão para tirar e os dois desenhos já estão quase removidos. Achei que meus pais fossem me matar, mas minha mãe ficou mais chateada por eu não contar. A piada não tem mais graça nenhuma”, afirmou  a jovem.

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.