“Fora Marconi” incentiva o Brasil a marchar contra a corrupção

Para quem, como o Governador Marconi Perillo,  achou irrisório um número de 6 mil jovens irem para as ruas indignados com as suspeitas de envolvimento do crime organizado no governo goiano; hoje (21/04) veio a resposta.

No Brasil todo, jovens  saíram a lutar por cidadania. Dizer que isso não reflete nem um pouco a opinião do restante da população é tapar “o sol com uma peneira”, tentar enrolar, querer embromar a opinião pública. Na verdade, estamos todos indignados, sim, a questão é que a idade nos tira a coragem, deixa-nos acomodados com nossas vidinhas de classe média. Os mais velhos têm uma leve inclinação por tolerar pequenas doses de corrupção. Somos impulsionados a dizer que “roubar, todos os políticos roubam; mas o Dr. Fulano,  ao menos  faz obras, esse ao menos trabalha muito e tal”.  Aí fica; é só pagar a mídias que se prestam a vender matérias para publicar os avanços, o milagre do desenvolvimento, as melhorias sociais e, por aí vai. Mas o jovem, esse consegue ver além das entrelinhas e da cortina de fumaça promovida pela mídia sensacionalista e que vende seu precioso corpinho nas esquinas do poder.

No entanto, os jovens, não, eles, sempre vão  conservar uma centelha de revolucionários. souberam usar as redes sociais para muito mais do que ficarem batendo papo o dia todo e compartilhando mensagens triviais e discutindo supérfluos. Estão fazendo o que outros jovens de outras épocas, de todos os lugares;  jovens ciberativistas de outros países já tiraram ditadores, como na Líbia, na Síria, no Egito. Eles discutem, filosofam, questionam a realidade na qual estão inseridos através das redes sociais e decidem sair do universo virtual e vão para as avenidas do mundo real. Com suas caras pintadas, seus cartazes, seus gritos. Jovens que nem se conhecem, mas que compartilham um mesmo desejo; um país mais dignidade, um país sem corrupção.

A resposta foi dada a Marconi Perillo e seus aliados:  Começou em Goiás, sim, apenas cerca de 6 mil pessoas, mas agora já se espalhou pelo país todo. Está acontecendo como um estopim, novamente hoje (21) em  Goiânia,  em  Brasília, Minas, em São Paulo e diversos outros estados.

Em São Paulo, inclusive, houve confronto com a polícia que até usou bombas de efeito moral. A confusão ocorreu no momento em que a manifestação já estava próxima do fim e o trânsito foi liberado por volta das 19h. O policial responsável pela operação diz que não houve excesso.

Em todo país, os grupos pedem o fim do foro privilegiado para parlamentares, a reversão de aumentos de salários de vereadores e a obrigatoriedade de ficha limpa para candidatos a cargos eletivos. Claro que em Goiás, além de pedir tudo isso mais uma vez; ouvia-se gritos de “fora Marconi”, etc. Acho que nem Marconi teria coragem de dizer que se trata de algo isolado que não reflete os anseios da população brasileira.

Qual o brasileiro que não queria ter coragem para pintar a cara e ir para rua gritar pelo fim de toda a corrupção que se apossou de nosso país?

Cláudio Bertode

S.O.S Voz

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.