Assembleia Legislativa adia novamente votação

Ontem (21/03) já havia acontecido um ato estranho; Jardel Sebba havia encerrado de forma não convencional a sessão que  tratava de uma pauta de interesse dos educadores do estado de Goiás. Nesta pauta, nossos queridos deputados tratariam sobre data-base e devolução de titularidade. Mas Elder Vallin pediu vista no projeto e a votação ficou para hoje (22/03), porém mais uma vez aconteceu o impensável.

A Assembleia repleta de professores, com 28 deputados presentes, tudo parecia perfeito até que às 16 horas da tarde, a sessão foi encerrada. Argumentando que não tinham se reunido para apreciar o projeto, uma vez que estava na procuradoria da justiça e que só se reuniriam na segunda ou terça para apreciá-lo e então colocá-lo em votação. Como não haviam oradores inscritos e não haviam mais pautas para discussão iriam encerrar os trabalhos. Os deputados na base do governo nem tiveram coragem de entrar no plenário, pois sabiam que seriam vaiados novamente.

Claudio Bertode

Formado em Letras pela Universidade de Brasília, Cláudio Bertode é Poeta, Cronista e Educador na Rede Pública e Privada do Estado de Goiás.